O juiz titular 1ª Central de Inquéritos e Custódia, Rogério Pelegrini, decretou, nesta quinta-feira, 25, a prisão de Leônidas Cunha Ribeiro, acusado de envolvimento no assassinato do motorista Francisco Vale Silva, o ‘Baixinho’, morto a bala durante um assalto a um ônibus da Empresa Maranhense, em frente ao terminal rodoviário de São Luís, na noite de segunda-feira, 22.

No auto de prisão em flagrante, as autoridades policiais relataram que receberam informações sobre o suposto envolvimento de Leônidas no crime. Após diligências, ele confessou ter ajudado na fuga dos responsáveis pelo latrocínio, indicando outros envolvidos.

A decisão destaca a gravidade do delito e a necessidade de preservar a credibilidade das instituições, resultando na prisão preventiva para garantir a ordem pública e a conveniência da instrução criminal.

O juiz responsável determinou a realização de exame de corpo de delito e reconhecimento pessoal do acusado assim que efetuada a prisão. A medida visa assegurar a efetividade do cumprimento da decisão judicial.

O caso continua em investigação, e o Ministério Público Estadual apresentou uma Representação fundamentando a prisão preventiva com base nos elementos colhidos durante a investigação policial.

MP requereu preventiva de cúmplice de envolvimento na morte de motorista após decisão de juíza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *