Com projetos para o controle do consumo de energia elétrica, monitoramento por IA e plataforma de análise de gráficos, universitários apresentaram soluções inovadoras para problemas de indústrias 

Após quatro dias de muita competição e de terem colocado à prova os conhecimentos obtidos em sala de aula, as equipes vencedoras do Terminal de Inovação by TXM Challenge foram anunciadas durante o domingo, 12, último dia da Expo Indústria. Em primeiro lugar ficou a equipe Olho d’Água com o projeto para controle do consumo de energia elétrica para a Equatorial Energia. Em segundo lugar, o projeto de monitoramento de fluxo de refeitórios da equipe Araçagi para a Alumar. E completando o pódio ficou o projeto de análise de gráficos de produtividade da equipe Mangue Seco para a Suzano.  

A “competição do Terminal de Inovação” patrocinada pelo CEUMA reuniu 50 universitários da entidade dos cursos de Administração, Arquitetura, Psicologia, Comunicação Social/Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Engenharia da Computação e Engenharia Civil que tiveram de resolver desafios propostos pelas empresas AVB, Alumar, Vale, Eneva, Suzano, ABF, Elétrica Visão, Grupo Equatorial, Granorte e PSIU, conhecendo mais de perto problemas do dia a dia de grandes empresas da indústria maranhense. 

O presidente da FIEMA, Edilson Baldez, afirmou que o Terminal da Inovação é uma novidade da EXPO e se destacou nessa edição. “Esse desafio permite que os jovens possam pensar fora da caixa e esse é o caminho. As empresas não conseguem montar quadros para responder a todos os seus desafios. Então, ao mesmo tempo nós estamos resolvendo problemas das empresas, estamos capacitando os alunos. E esse Terminal da Inovação é exatamente para induzir as empresas a não ficarem reprimidas pelo seu problema, mas procurarem quem pode ajudar a resolver. A nossa expectativa é de, em algum momento, fazer uma feira só de inovação”, assinalou. 

 

O desafio foi executado pela TXM, uma empresa de pré-incubação e aceleração de startups. Na avaliação de Fabiano Mello, gestor de Tecnologias da TXM, o saldo do desafio foi muito positivo. “A gente está muito feliz com os resultados. Os desafios que foram apresentados nos pitches finais cumpriram a missão principal que é fazer a universidade conversar com as corporações para fazer esse match entre elas sobre inovação”, disse. 

 

Para Othon de Carvalho, coordenador do Núcleo de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo da Universidade CEUMA, os quatro dias de desafio vão contribuir para os alunos cheguem mais seguros e preparados no mercado de trabalho. “Esse desafio representou uma transformação importante para esses alunos que estão agora cada vez mais preparados para entrar no mercado de trabalho depois de formados e levar o nome da nossa instituição para as empresas que onde forem trabalhar”, afirmou. 

 

VENCEDORES – O anúncio dos vencedores veio com muita expectativa por parte de todos os alunos participantes. Antes, as 10 equipes apresentaram seus projetos para a banca formada por representantes das empresas e do Sistema FIEMA no pitch final, última etapa dos quatro dias de trabalho.  

 

E após análise apurada foi anunciado que a equipe Olho d’Água levou o primeiro lugar da competição com um desafio proposto pela Equatorial Energia para encontrar uma forma de os consumidores gastarem menos energia. Para isso os alunos criaram uma plataforma para calcular, em tempo real, quanto cada eletrodoméstico gasta de energia elétrica na residência e quanto isso representa na fatura paga mensalmente. 

 

Mas para Maria Eduarda Rezzo, estudante de Engenharia da Computação que integrou a equipe, o maior desafio foi outro. “A gente teve apenas quatro dias aqui em imersão para conseguir encontrar essa solução. Então, a gente tinha que ir atrás das pessoas, conversar e ver se a criação dessa plataforma seria realmente eficiente”, contou. 

 

Porém com o primeiro lugar em mãos veio a verdadeira vitória. “Esse desafio foi incrível. A gente teve contato com a indústria inteira. Foi uma experiência realmente enriquecedora. Todos nós gostamos demais”, comemorou Maria Eduarda Rezzo. A equipe Olho d’Água ganhou um prêmio de R$ 10 mil. 

 

Com o desafio proposto pela Alumar, a equipe Araçagi ficou em segundo lugar, levando um prêmio de R$ 5 mil para propor uma solução que otimizasse os horários e o fluxo de funcionários nos seis refeitórios da empresa. “A gente propôs câmeras conectadas a uma IA que atualizem, em tempo real, um aplicativo que vai informar para os funcionários da Alumar a lotação de cada refeitório”, explicou Pedro Ribeiro, do curso de Engenharia da Computação. 

 

Para outra aluna da equipe, Flávia Cavalcante, do curso de psicologia, os quatro dias de trabalho foram bem difíceis, mas o suporte dado pela empresa fez toda a diferença. “Eles ajudaram muito a gente com tudo que a gente precisava, sobretudo os dados, apesar do nosso programa ser um pouco difícil”, ressaltou. 

 

Fechando o pódio com um prêmio de R$ 2,5 mil, a equipe Mangue Seco propôs uma forma da Suzano resolver seus problemas de produtividade em seus portos. “A Suzano tem 12 caminhões para o transporte de celulose para dois terminais portuários, ficando seis caminhões em cada, mas o tempo de carga e descarga não era igual e nós tivemos que pensar uma forma de resolver isso”, contou a estudante Bruna Vitória da Silva, do curso de psicologia. 

 

Para resolver o problema a equipe criou a SUSI, que é um sistema de monitoramento para analisar o Power BI, um serviço de análise de negócios e análise de dados. O Power BI tem os gráficos de produtividade da empresa e a partir disso será possível identificar onde está a falha e como fazer essa correção. 

 

Com os prêmios recebidos as equipes poderão investir nas suas plataformas, desenvolvendo os projetos e ganhando mais experiência para a criação outras soluções de problemas no setor industrial. 

 

O Terminal da Inovação by TXM Challenge foi executado alinhado com o tema da 5ª Expo Indústria Maranhão: “Indústria – O futuro passa por aqui”. Na atualidade, a inovação é uma das maiores preocupações do setor industrial e a competição foi pensada para estimular o desenvolvimento de novas soluções de negócios em todos os segmentos da indústria, preparando os futuros profissionais para o mercado de trabalho. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *