-->

O Diário Oficial do Estado publicou, na noite dessa segunda-feira, 8, o ato de exoneração de Jair Paiva do comando da Delegacia Geral de Polícia Civil do Maranhão.

Com raras exceções, como o próprio secretário da Segurança, Maurício Martins, que impôs ao governo a saída de Jair Paiva – “ou ele ou eu” -, o sentimento geral é de luto na Segurança Pública do Maranhão. Luto pela saída de um profissional da mais alta competência, integro, trabalhador e honesto.

Resta ao secretário explicar à sociedade por que “pediu o cargo” de Jair Paiva para colocar como Delegado Geral de Polícia o seu chefe de gabinete.

Inteiramente sem lógica, absurda mesmo, a saída de Jair Paiva é um banho de água fria em todos aqueles que defendem uma segurança pública eficiente em nosso estado.

Lamentável! Que a justiça divina, que não falha, inicie o processo de reparação desse erro brutal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *